segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

O ANO É NOVO, MAS A HISTÓRIA É VELHA.


Ano novo, vida nova, planos, projetos e promessas. Sim, 2008 chegou, os dias vão passando e nada de mudanças efetivas a não ser a leda mudança de calendário, as agendas atualizadas etc e etc, os sorrisos amarelos que colorem as ruas a desejar-lhe um feliz ano novo. Entretanto, ainda nós falta mais uma festa antes de retornarmos à “vidinha” de sempre. Costuma-se dizer, não sem razão, que o nosso país só funciona depois do carnaval, é uma pena, mas é verdade. E com isso, vamos nos iludindo cada vez mais com a velha política de pão-e-circo com a qual crescemos acostumados.


Nunca fomos habituados a uma índole revolucionária ou revoltosa, o lema de ORDEM E PROGRESSO sempre nos refreou relembrando-nos que somos um povo PACÍFICO e com isso nos acostumamos a não se revoltar, e em meio a “festinhas e festejos” que encontramos ao longo do ano nos acostumamos a sermos um povo manso.


Fico pensando o que 2008 nos promete? Quantos Renans teremos ao longo desse ano? Quantas guerras imperialistas? Quanta fome? (principalmente nesse ponto quando se sabe que a terra tem para o sustento de todos) E em meio a isso apenas vemos os últimos suspiros de uma raça que se autodestrói, HUMANOS, sempre na busca incessante pelo capital e pela acumulação, gerando com isso sempre a concentração de muito na nas mãos de poucos e outros muitos sem nada, é como Ghandi dizia: “A TERRA TEM O SUFICIENTE PARA O SUSTENTO DE TODOS, MAS NÃO TEM PARA A GANÂNCIA DE UNS POUCOS.”


Diante disso fico a refletir, até que ponto ainda sustentaremos o sistema capitalista com sua falsa idéia de liberdade, que gera a cada momento sua seletividade excessiva, onde uns poucos têm demais e tantos outros quase nada ou nada - como já foi dito - é como vemos no documentário ILHA DAS FLORES, geramos um sistema que coloca o SER HUMANO abaixo dos porcos, afinal, os porcos têm donos, os humanos não.


Quando penso no futuro e falo que tenho medo, me refiro principalmente a essa ganância, essa sede de poder, vide o Imperialismo Estadunidense (sim, estadunidense e não norte-americano muito menos só americano, afinal, também sou americano!). Temos acompanhado um império em seus últimos suspiros e como todo animal selvagem quando está perdendo em suas lutas acaba por gastar suas últimas forças para tentar “danificar” o máximo possível do inimigo.


E mais uma vez vem a minha revolta, nos acostumamos a ser um povo manso, e nunca fazemos nada para impedir todas essas atrocidades cometidas por um imperialismo que se mascara com a falsa idéia de “plantar a democracia...” É... Depende muito do tipo de democracia que eles querem im(por)plantar, vide o Hugo Chavez que foi o presidente que mais consultou a população acerca das mudanças no país ao longo de seu governo, nós aqui mo brasil fomos consultados 2 vezes ao longo desses 10 anos (2 vezes que eu me lembre!). Depois vem a mídia subjugada pelo império e transmite uma outra face da pessoa do Presidente da Venezuela que não está lá por nenhum golpe de estado, mas por preferência popular, aliás, golpe de estado foi o que o Império patrocinou derrubando o mesmo 3 dias do governo.


Sim... O ano é novo, mas a história é velha, sempre um país tentando se impor a outro na corrida bélica, a fim de deter todos os bens de produção sobre suas “mangas” para assim poder controlar todos os outros. HUMANOS... ATÉ ONDE IRÃO(EMOS)??

5 comentários:

Eryka CavaLcantI disse...

Pra VariAr neH???

O aNo NovO sOH No NomE!!

=/

Ow tIh...bB...todO inteLigeNtE!!

=D

BjUx!!!

* João Carlos * disse...

é isso aí.. é uma espécie de ciclo vicioso..

ai vem o carnaval, semana santa, dia do trabalho, corpus christi, independencia, marafolia etc etc... e vacinacao e morte e violencia na favela e na rua.. e mataram um e corrupcao etc etc

Odival III disse...

“A TERRA TEM O SUFICIENTE PARA O SUSTENTO DE TODOS, MAS NÃO TEM PARA A GANÂNCIA DE UNS POUCOS.”

Vale ressaltar que agora já é tarde demais para algumas coisas,já foi matemáticamente comprovado que já não é mais possível o sustento nivelado de todos os cerca de 6 bilhões de humanos que povoam o planeta de vocês. =|

Stéfanni Brasil disse...

Quem diz não ter verba para a educação, não conhece o preço da ignorância.

Legal, né? nem lembro onde vi, mas tubo bem... hehehehe

* João Carlos * disse...

ei po.. no more new posts???